segunda-feira, 19 de julho de 2010

Comi minha mãe pelada no banheiro Incesto

Comi minha mãe pelada no banheiro

Sou filho único, quando meus pais se separaram fui morar com meus avós no interior do estado do Paraná, onde passei minha adolescencia, minha mae sempre se preocupou somente com ela, era vaidosa, gostava de shoppings, viagens e nunca me deu muita atenção quando criança e adolescente, fato que fui criado por babás e depois por meus avós na adolescencia. Quando completei 23 anos fui morar em São Paulo, onde passei a fazer faculdade de direito e a trabalhar.

Falava com minha familia e com minha mae somente por telefone e ja tinha exatamente 2 (dois) anos que não via ela pessoalmente. As férias de Junho chegaram, tinha conseguido dispensa do trabalho juntamente com o periodo de recesso da faculdade, onde liguei para mamae e perguntei se eu poderia passar uns dias no apartamento dela em curitiba... Ela ficou contente e disse que sim! pois havia muito tempo que não me via e que estava com saudades, muitas saudades...

Nessa época eu tinha 25 anos, minha mae 42 anos, ela mora sozinha, é uma bela mulher, sempre se preocupou com o corpo, é muito vaidosa, tem aproximadamente 165mt, pele branquinha, olhos amendoados, uma boca com lábios rosinhas, tinha feito implante de silicone nos seios, gostava de usar roupas curtas e decotadas, tem cabelos longos com mexas loiras e um corpo escultural muito sensual, não saia das academias e arrancava elogios por onde passasse.

Chegando la, ela me recebeu muito contente, anoiteceu, minha mae foi fazer preparar o jantar pra nós, ela estava com um top e um shortinho de malha fria apertadinho, mostrando a beiradinha da bunda, aparecendo nitidamente que não usava calcinha por baixo, transparecendo a rachadura da buceta inchada dela sobre o short's. Aquilo mexeu comigo e por um instante me esqueci que ela era minha mae, sendo tomado compulsivamente pelo desejo.

Rapidamente me compus, pois aqueles pensamentos não poderiam acontecer, visto que tratava-se de minha mae... Levantei-me e avisei que iria tomar um banho frio para acalmar os animos, mamae respondeu: "esta bem meu lindo, não demora pois o jantar esta quase pronto"... Ela alertou-me para tomar banho no banheiro dela pois o banheiro de hospedes estava com problemas e não havia mandado consertar por falta de tempo.

Entrei no banheiro do quarto de mamae, me despi e aconteceu algo inusitado quando eu olhei para o cesto de roupas sujas, havia uma calcinha de renda de mamae aparecendo para fora do cesto... Não me contive, peguei aquela calcinha embolada, abri ela em minhas mãos, percebi que estava úmida com uma cera branquinha no fundo, era o melzinho suado da buceta de mamae, tinha um cheiro maravilhoso de buceta... Não resisti e comecei a cheirar e lamber aquela calcinha.

Comecei a bater uma punheta e quando estava quase gozando, enrrolei a calcinha no meu pau, de modo que gozei na calcinha, ensopando aquele pedacinho de pano com minha porra!!! eis que esqueci de trancar a porta do banheiro e mamae entra subitamente me flagrando com a calcinha dela enrrolada no meu pau... Eu levei um susto e não sube o que falar na hora, comcei a gaguejar, ela ficou com um olhar de espanto e disse que veio só trazer uma toalha limpa para eu me enchugar e avisar que o jantar estava pronto.

Peguei a toalha das mãos dela e ela fechou a porta sem dizer nada... Fiquei pensativo, o que foi que eu fiz??? O que minha mae vai pensar de mim??? Como fui burro em esquecer de trancar a porta do banheiro... Procurava pensar em algo para me justificar, mas não havia como se justificar... Resolvi ficar na minha... Eu estava tremulo, nervoso, com vergonha do que eu tinha acabado de fazer, só pensando no que ela me diria.

Sai do banheiro, me troquei e fomos jantar, calados ambos os dois, onde eu sequer conseguia olhar para ela... Eu estava com vergonha e com receio dela ficar furiosa com aquilo... Mas terminamos o jantar e ela não me disse absolutamente nada... Eu elogiei o jantar, disse que estava muito gostoso, que sentia falta de uma comidinha caseira... Ela deu um leve sorriso e disse que iria lavar a louça e depois iria dormir.

No outro dia agi como se nada tivesse acontecido... Ela também agiu naturalmente, nem parecia que havia me flagrado masturbando com sua calcinha, ela disse que o café estava servido, que iria sair e voltava atardezinha, pois tinha muitas coisas para fazer na rua.. Eu respondi que também iria sair para dar uma volta mas que final da tarde também estaria em casa. Ao voltar final da tarde, mamae ja estava em casa, vestindo uma camisola de renda, transparecendo uma minuscula calcinha preta e sutiã por debaixo.

Nossa, fiquei muito excitado novamente com aquela cena, e resolvi não lutar mais contra esses sentimentos... Pois a verdade era que eu estava morrendo de tesão por mamae, ela era muito gostosa, seios e bumbum arrebitados, lindas curvas, me causava imenso desejo... Ela disse que tinha comprado um vinho, pois ela adorava vinho e eu também, pediu para eu tomar banho logo que ela iria preparar uma lasanha para jantarmos.

Novamente eu fui tomar banho no banheiro dela, e para minha surpresa eis que encontro uma nova calcinha (cor rosinha), dessa vez em cima da pia do banheiro, como se fosse deixada ali de propósito, o tesão tomava conta de mim naquele momento, e não resisti novamente e passei a mão naquela calcinha gozando enormes jatos de porra nela... Terminei e deixei a calcinha no memos lugar, ensopada com minha porra, propositalmente... Disse a mim mesmo: "quero que se dane, quero que mamae veja que gozei na calcinha dela"... Se ela não gostar eu iria embora em poucos dias mesmo e seria mais um fato da minha vida!!!

Fui jantar, tomamos o vinho, conversamos bastante sobre várias coisas, ela estava mais solta por causa do vinho, sorridente e depois de algumas horas fomos dormir... Ja era mais ou menos 1hora da manhã, eu não conseguia dormir de tanto tesão, pensando na camisolinha sexy que mamae vestiu para dormir, então me levantei e pé por pé fui espiar mamae no quarto dela, acendi a luz do corredor e abri a porta dela devagarsinho.

Eis que quase tive um treco... Uma grande surpresa... Mamae estava usando a calcinha (cor rosinha) que eu havia deixado no banheiro dela ensopada de porra!!! (momentos antes eu deixei a calcinha de mamae cheia de porra, propositalmente, no banheiro dela), Nossa meu pau ficou duro na hora, latejando de tesão... Me aproximei de sua cama, ascendi a luz do abajour que é fraquinha e passei a contempla-la ali dormindo. Fixei os olhos na calcinha e realmente era a mesma calcinha, toda ensopada com minha porra que deixei quando me masturbei no banheiro dela...

Voltei para meu quarto e no outro dia, depois de tomarmos algumas taças de vinho, convidei ela para assistir um filme no meu quarto, ela concordou... Ela se sentou na beira da cama e eu me deitei sobre os travesseiros para começarmos a assistir o filme. Num dado momento mamae se deitou ao meu lado ficando mais avontade, onde ela trajava uma outra camisola transparente, com uma calcinha bem pequenina... Eu vestia apenas um moleton, sem zorba por baixo, deixando meu pau bem visivel.

Mamae se encostou em mim, parecendo estar com sono e levemente roçou aquela bunda em meu pau... Eu correspondi, me mexendo, pressionando meu KCT DURO sobre aquela bundinha... Ficamos imoveis por alguns instantes, quando derrepente ela deu uma empinadinha para traz, com um leve gemido... Era o sinal que eu queria, ja não estava mais me aguentando... Pensei comigo: "quero que se dane se é errado, se a sociedade condena, se ela é minha mae ou não vai gostar" ... "quero trepar com mamae"

Foi então que comecei a acariciar sua bunda gostosa, deslizando minhas maos sobre seu corpo, percorrendo sua virilha, sua bunda, suas costas e seus seios... Alisava mamae de cima abaixo e ela não oferecia nenhuma resistencia... Beijei a nuca dela, ela deu um gemidinho, puxei a calcinha dela pro lado e enfiei o dedinho na Buceta dela que estava ensopada e ezalando um cheiro de "sexo" no ar... Puxei meu moleton para baixo, colocando meu pau para fora, encostando a cabecinha do meu pau na entradinha da xoxota dela.

Estavamos deitados em 'conchinha'... Quando encostei a cabecinha do meu pau na xoxota dela, ela fez um movimento para traz, fazendo com que escorregasse metade do meu pau para dentro daquela buceta molhada... Ela deu um gemido e um suspiro forte e eu comecei a socar levemente meu pau naquela bucetinha, com movimentos de vai e vem... A buceta dela estava quente e muito molhada, fazendo barulhinho "plofth-plofth" quando eu metia!!!

Puxei mamae pro lado e começamos a se beijar loucamente, como se fosse a ultima coisa que fossemos fazer, ela começou a gemer muito, dizia "aiiii uiiiii, isssss, aisssss, uuuushahhssss", nos beijavamos feito louco, ela me mordia, me arranhava, eu apertava e batia na sua bunda, chupava seus seios, sua nuca, ela fazia bicos, virava os olhos para traz, ambos gemendo feito loucos, nos pegando de maneira selvagem...

Ela se virou por cima de mim e fizemos um intenso 69, ela chupava forte, engolindo todo meu pau, chupava minhas bolas, eu chupava sua buceta, enfiava minha lingua toda dentro da vagina dela, tentava engolir e sugar todo aquele mel que saia da xoxota dela, abri a bunda dela com as duas maos e meti minha lingua no cú dela, dando chupadas naquele buraquinho, pareciamos dois animais no cio, sedentos por desejo... Eu nunca havia sentido tanto tesão assim em minha vida.

Após uns 20 minutos nos chupando e nos pegando, ela montou em mim e disse que queria 'pinto', ela dizia "me da pinto, mete seu pau na minha buceta, mete que ela é toda sua seu cachorro"... Eu dei um tapa na cara dela chamando ela de 'cadela', chamando ela de minha 'puta gostosa'... Então ela começou a cavalgar no meu pau, freneticamente e gemendo muito alto... Ela dizia para eu Fode-la... ela dizia: "me fode! me fode! acaba comigo, me fode a noite toda seu puto safado!!!"....

Enquanto ela cavalgava eu enfiava meu dedo no seu cuzinho, enchi minhas mão de saliva e comecei a massagear o cú dela, foi quando ela deu um grunido forte, me abraçou e começou a se contorcer todinha, dizendo que estava gozando... Senti um liquido escorrendo em cima de mim... Ela havia feito "xixi" (ja tinha ouvido falar que tem mulheres que fazem xixi qdo atingem o orgasmo, mas nunca tinha me acontecido isso), mamae tinha gozado tão intesamente cavalgando no meu pau que fez xixi junto com o orgasmo.

Eu falei que queria o cúzinho dela, ela concordou... me levantei com ela grudada na minha cintura, com as pernas entrelaçadas nos meus quadris e me beijando, e fui andando até a cozinha, com ela pendurada e entrelaçada no meu corpo como se fosse uma criança quando agente carrega no colo... Fui até a cozinha peguei o pote de margarina e comecei a encher aquele cuzinho de margarina, lubrificando aquele buraquinho apertado para eu poder meter...

Mamae ficou de quatro em cima da mesa de marmore da cozinha e eu comecei a socar naquele cú... ela olhava para traz e dizia: "mete, mete! mete no meu cú, ja faz tempo que não sinto isso"... não resisti e explodi de tesão, enchendo o cuzinho de mamae de porra, ela ainda com a bunda arrebitada, estava com o cuzinho pulsando, escorrendo porra de dentro do cú dela.

Voltamos para o quarto e eu gozei mais 3 vezes, gozei mais duas vezes na buceta dela e uma vez dentro da boquinha dela, fazendo ela engolir toda minha porra... Dormimos agarradinhos, ao amanhecer transamos novamente e resolvemos ficar em casa o dia todo, juntinhos e fazendo amor durante todo dia... a tarde transamos loucamente mais duas vezes... Anoiteceu tomamos banho juntos e continuamos a fazer amor durante a noite!!! O tesão parecia não ter fim...

Fiquei mais 20 dias na casa dela e durante esses dias faziamos amor todos os dias, eu ja nem queria mais sair de casa para nada.....Ela também não, chegando ao ponto dela pedir dispensa do trabalho dela só para ficar em casa comigo...Pareciamos estar no cio, não podiamos nos encostrar que ja começavamos a nos beijar e a trepar como animais...eramos insaciaveis...

Depois disso voltei para são paulo, para minha vida normal, mas sempre vou visitar mamae... combinamos de nos ver um fim de semana por mes... a gente revesa, num mes ela vem a são paulo e no outro eu vou até a cidade dela, assim matamos nossa saudade e nosso desejo... Encontrei em minha mae prazeres que nunca havia tido com ninguem.


Fotos

Marcadores: , , , , ,

4 Comentários:

Às 23 de outubro de 2010 17:59 , Blogger cachorrão disse...

NOOOOOOOOSSA QUE DELICIA TEM MSN

 
Às 26 de janeiro de 2011 21:11 , Blogger douglas boy disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 28 de junho de 2011 10:47 , Blogger bolgger do nego-mala disse...

pohha ci éssa for a tua mãe eu tbm qro come éla

 
Às 22 de janeiro de 2014 20:26 , Blogger luiz nascimento disse...

Tive que bate uma punheta por esse conto

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início