quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Noivinha gostosa e safada fudendo com cunhado

Transando com tecnico do computador pelada no banho

Vou começar contando quando tudo aconteceu , nessa época minha mãe morava com meu padrasto desde quando se separou do meu pai eu tinha uns 4 anos. Meu padrasto viajava muito a trabalho e quase não parava em casa e o pouco tempo que ficava sempre estava bêbado ele não tem filhos com minha mãe e eu sou filha única, sempre fui muito precoce pra minha idade e o sexo sempre me chamou atenção desde pequena, algumas vezes quando meu padrasto chegava de viagem se trancava com minha mãe no quarto e começavam a transar eu lembro que era muito pequena e ia no escuro ouvir atrás da porta, minha mãe logo começava a gemer e dizia:

- Aí que gostoso...tesão...mete mais...mete tudo....estou gozando gostoso, e então começava a gemer como se estivesse quase chorado e pedindo mais e mais, meu padrasto urrava como um animal e dizia:

-Pede rola vagabunda...é disso que tu gosta né puta...gosta de sentir eu te arrombando...abre bem a buceta que eu vou socar do jeito que tu gosta....putaaaaaaaaa...toma rola....safada eu vou gozarrrrrrrrrr, e nisso o silêncio tomava conta do quarto e eu mesma sem entender nada ficava me mijando toda de tesão.

Passaram uns 4 anos quando minha mãe começou a trabalhar fora ela saía pela manhã e só chegava á noite eu passava as manhãs no cole e ficava sozinha em casa pelas tardes, algumas vezes em companhia do meu padrasto.

Nesse tempo eu ja entendia tudo sobre sexo através da internet e vivia me masturbando com a duchinha do banheiro e imaginando todas aquelas coisas que eu via e lia, me imaginava transando com vários caras ao mesmo tempo, todos me comendo,chupando, mamando nos meus peitinhos que até então não tinha eram apenas os bikinhos bem rosinha ja que sou bem branquinha e imaginava eles bombeando e gozando dentro de mim um de cada vez, o meu grelinho começava a ficar bem inchadinho e durinho debaixo do jato d'água e começava a piscar iniciando assim meu maravilhoso gozo cheio de fantasias.

Um certo dia eu almocei e fui dormir um pouco no meu quarto horas depois despertei pelo barulho da tv ligada quando cheguei na sala meu padrato tava vendo um jogo e tomando cerveja seu time fez um gol e ele começou a comemorar me puxou me abraçou me beijou e me sentou no seu colo dizendo fica aqui que vc tá me dando sorte, eu estava vestindo uma sainha curtinha com uma calcinha branca de coraçãozinho vermelho e uma blusinha curta, e meu padrasto estava com um calção de seda desses que se usa pra dormir, me sentei e devido a seda do calção dele eu ficava deslizando e ele me agarrava pela cintura e me subia novamente, ficamos nisso um bom tempo e eu estava adorando aquilo pois comecei a sentir a rola dele se esfregar na minha bucetinha eu então comecei a me fazer de inocente e me deixando levar como se nada tivesse acontecendo, ele então começou a se esfregar mais e mais, então ele disse:

-Hum...senta direitinho filhinha, e me escanchou por cima das pernas dele, afastou minha calcinha pro lado e passou a mão dizendo...hum que xaninha lindinha filhinha e perguntou:

-Minha princesa quer brincar de papai e mamãe com o papai?

E eu disse:

- Eu não sei brincar disso não, e ele me disse:

-Sabe sim! Eu vejo vc olhando quando eu estou no quarto brincando com sua mãe.

Eu fiz uma carinha de safadinha pra ele e disse que queria brincar também igual a mamãe. No que ele me disse que esse seria nosso segredo pra sempre. Então meteu a mão dentro do calção e colocou pra fora uma rola enorme, cheia de veias grossas, ví quando ele passou a mão nela puxando o couro para trás e deixando livre uma linda cabeçona toda melada e tesuda, era igual as dos meus sonhos (grande e cabeçuda) ele perguntou:

- Minha filha ja viu um desses antes e eu disse que não, então ele me levantou, tirou minha calcinha me deitou no sofá e disse:

-Abre a boquinha e mama a rola do papai igual minha filha mamava na mamadeira e começou a meter a rola na minha boquinha...abre mais a boquinha filhinha... passa a lingua na cabecinha... lambe o melzinho cachorrinha do papai e eu fazia tudo direitinho pois na teoria eu ja sabia tudo mais me fingia de inocentezinha. Então ele me pegou no colo me deitou na mesa e disse...Agora é o papai que vai saborear vc minha filhinha deliciosa e começou a chupar meus peitinhos até deixar os dois vermelhinhos e então desceu a lingua na minha rachinha e começou a lamber, eu me sentia toda meladinha e ele dizia:

-Delicia de menina...que rachinha mais gostosa e tesudinha...aí filhinha dá gozo pro papai beber...isso tu é vadia igual tua mãe...cadelinha gostosa, e eu gozava na boca dele e me tremia todinha, então ele levantou e começou a esfregar a pica na minha xaninha e ficou passando a cabeça e punhetando o pau até gozar na entradinha da minha rachinha e disse:

-Minha princesa, nós ainda vamos brincar muito pois vc ainda é muito novinha e ainda não aguenta a rola do papai aí dentro, vou esperar vc crescer mais um pouco meu anjo.

Fiquei com raiva pois o que eu queria mesmo era que ele tivesse me metido tudo, mais acho que ele tinha razão e ficamos nisso até eu ficar mais crescidinha, mais isso é outra historia.

Bjos...espero que gostem.

Tenho 18 anos mais ja fiz de tudo em relação a sexo, já dei paro meu padrasto, pro meu pai e para a maioria dos homens da minha familia, eles desconfiam uns dos outros mais ninguém tem certeza de nada, vou continuar postando meus contos aqui e vou contar como tudo começou com cada um deles.

Adoro ser putinha de homens casados e nifetinha de coroas.



Foto

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início